Organização semanal

domingo, 17 de setembro de 2017

Cá estava eu, como todo domingo, organizando a semana que vai vir, quando parei pra pensar no quanto isso me deixa bem. Tem quem ache que organizar nossas tarefas é perda de tempo ou que nunca vai conseguir manter uma agenda - ou planner ou qualquer nome que você dê pra isso. 

Reparei que a maior parte do meu stress, especialmente no final do semestre letivo, era fruto da falta de organização. Não que eu seja a deusa do bullet journal, mas desde que comecei a anotar o que precisava fazer na semana - e especialmente no dia -, as coisas fluíram muito melhor. 

Quero compartilhar com vocês duas atitudes que me ajudaram a manter minha sanidade mental na universidade (rindo de nervoso, mas é real). 


1) Planejar a semana dá um quentinho imenso no coração.

Eu escolhi organizar minha semana no domingo porque tenho aulas de segunda à sexta. A impressão que dá é que subo num helicóptero e fico sobrevoando a semana futura, olhando com um binóculos as coisas que eu vou precisar fazer em cada um dos 5 dias. 

O procedimento é: eu pego o plano de ensino das disciplinas que eu tô cursando e vejo o que vou precisar ler - se eu vou precisar mesmo ler, se é que me entendem - e vou anotando sempre pro dia anterior daquela aula. Se for um conteúdo extenso, separo outros dias pra adiantar a leitura e não me sobrecarregar. E, claro, tem coisa que vejo no plano de ensino, dou aquela risadinha e falo ATA (o que nos leva ao próximo item).


2) Não se cobre de forma desumana. Você não é um robô e nem tudo está sob o seu controle

É muito importante saber seus limites. Tem dia que tenho texto de 50 páginas pra ler, mas por conta de outras tarefas não consigo ler até o final - ou mesmo começar a ler. Isso não significa que não me organizei direito, mas sim que as coisas da vida não pedem licença pra existirem. Elas não pegam carona no helicóptero com você. A menos que você tenha 40 horas por dia, é humanamente impossível concluir todas elas em determinados dias. 

Não deixe de comer direito ou dormir bem porque tem um monte de coisas pra fazer. Eu prefiro não ler um texto do que passar a madrugada lendo, não entender nada, dormir pouco e acordar cansada. Vai ter professor que vai falar um monte, mas foda-se né meninas, afinal quem compra meus chás de camomila e tapetinho de yoga depois sou euzinha. 

É uma prova de amor próprio quando você diz pra si mesma que não vai conseguir dar conta daquilo e se permite descansar. É um carinho com quem somos, sabe?


***

Uso um planner desde janeiro, que comprei na Meg e Meg, mas já usei vários outros antes, inclusive gratuitos. Sou apaixonada pelos planners do blog Não me mande flores e vivo indicando pros migo baixarem, imprimirem e encadernarem, processo que deu menos de dez reais quando fiz. Não espere ter agendas incríveis pra começar a se organizar. Milhares de stabilos e post-its não são pré-requisito pra manter uma rotina mais saudável.

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 23 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo muito café. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

0 comentário (s)