Por que eu tenho blog?

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Eu sempre fico confusa quando me perguntam sobre o que é o meu blog. 

Penso em falar "livros", mas acho nadaver porque desde que entrei na faculdade esse tem sido um assunto muito secundário por aqui - ou terciário. Mudo para "filmes", mas daí fica parecendo que meu blog é o filmow. Falo um "sobre coisas", mas automaticamente lembro que não gosto dessa palavra tão generalizadora. Forço a mente e sai um "ah, escrevo sobre mim" e parece que isso aqui é um espaço de autoanálise - não deixa de ser, mas não é bem isso. 

Foi quando eu desisti de ter uma resposta pronta pra dar. Melhor do que se esforçar pra chegar em uma frase elaborada sobre meu blog é mandar o link pras pessoas e, com um olhar bem misterioso, dizer: descubra você mesma.
arte: emma block
Acho que só quem bloga desde a época do cursor com gliter sabe desses tais motivos para ter um blog. Aqueles que descobriram essa palavra há menos de cinco anos talvez não compreendam os motivos que levam uma pessoa como eu a ter um espaço virtual - e principalmente um canal -, já que não tenho um público considerável para os parâmetros atuais das internets. Durante muito tempo, inclusive, eu evitei falar que tenho um blog por receio de as pessoas criarem uma imagem minha falando oi meninas turu bom - não como brinks, mas real oficial. 

Não existe um único motivo pra eu ter esse espaço. São vários. Eu gosto de compartilhar as coisas que vivo porque me sinto sufocada quando deixo tudo dentro de mim. Isso faz parte de quem sou, da minha personalidade. 

Talvez por isso eu não faça questão de padronizar nada aqui. Tem dia que posto texto refletindo a existência humana. Tem dia que sugiro uns livro, uns filme, umas comida. Na real, eu sinto que meu blog - tanto o falecido pe-dri-nha como o meus cafés - é uma eterna conversa. Sabe aquelas conversas de bar que começam com você cantando o funk do momento e terminam em discussão sobre a descriminalização das drogas, perpassando questões subjetivas do nosso ser? Meu blog é isso.

Amo estar aqui. Eu amo youtube, instagram, pinterest e toda essa coisa linda que a internet nos deu, mas ter um blog é como ter aquela abracinho de mãe, sabe? Não troco por nada.

Esse post faz parte do projeto mensal Amorzices - criado pelos blogs sernaiotto, serendipity e desancorando -, que tem como objetivo falar sobre amor. O tema de novembro é amor na blogosfera. Eu soube da existência dele pelo blog da Isa, também conhecido como o melhor blog do planeta. 

Manie
estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. 23 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tomo muito café. amo cheiro de livro velho e sou gamada numa biblioteca. adoro vinho barato, noites frias. sou rolezera, mas também gosto de ficar em casa de buenas fazendo sopa.

talvez você também goste:

0 comentário (s)